domingo, 15 de agosto de 2010

ironia

É um desses tropeços que a gente dá no meio do caminho e que, se não paramos pra pensar, sequer percebemos que nosso rosto quase encontrou o chão. Habituados ao vai-e-vem constante de erros e acertos, tratamos a montanha-russa maluca em que a vida se transforma às vezes com uma normalidade meio insana.

Eu esperei a coisa errada das pessoas e das coisas por muito tempo. Minhas expectativas com relação a tudo na vida se resumiram por séculos em uma palavra que jamais vai me descrever: exatidão.

O homem exato, a realização exata do sonho, a casa exata, enfim. Tudo como planejado, como desejado, como delineado nos meus pensamentos mais sonhadores, por vezes utópicos.

E de repente me vejo aqui, encurralada pela minha própria inexatidão. E ainda assim com uma capacidade ímpar de sorrir e bater palminhas mesmo pros piores showzinhos que a vida me obriga a assistir - às vezes até a dar. Ironia, né?

sábado, 14 de agosto de 2010

"you never know how strong you are until being strong is the only choice you have"


~


ela era feliz em si mesma, enfim.