quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Fugir ou voltar, fútil



"Tenho uma vontade besta de voltar, às vezes. Mas é uma vontade semelhante à de não ter crescido"


Caio Fernando Abreu, pra não perder o costume. Cinco rascunhos gravados no blog e nada parece verdadeiro pra ser postado.

Época de provas, uma semana de febre alta, formatura da mãe e dois livros terminados. Acho que existe algum tipo de limite em mim. Visível, eu creio. Apesar de as explosões serem agora tão diferentes.


Não tenho conseguido chorar. Parece trágico escrever dessa forma, com essa pontuação, com esse tom, mas é fato que eu ando meio trágica, embora sem lágrimas e desespero constante. O silêncio das minhas dores e o sorriso incerto do espelho têm me feito sentir outro alguém que não eu. E apesar disso eu sorrio o tempo todo, sequer forjando. Mas seca por dentro.


Vontade de voltar ou de pular etapas, ir em frente. Sumir ou surgir. Nunca soube.

Não sei bem o que eu quero, mas não é isso. Nunca é.


Tem alguma janela que eu preciso abrir, aqui dentro ou lá fora, não sei.

5 comentários:

Carolina Pires disse...

A minha intimidade contigo não é das maiores, mas há muito tempo pelo que escreves, eu consigo perceber que bem não estás. Queria de alguma forma poder ajudar. Te encontrar no colégio e te dar aquele abraço forte. Vergonha. Até mesmo dizendo ser "fútil" escreves perfeitamente bem, incrível. Saudades.

Beijinhos, Carol.
=*

Carolina Pires disse...

saudade disso aqui.
acho que precisamos mesmo marcar alguma coisa. quando puderes, por favor, me avisa.

te amo até na ausência.
beijos, carol.

Anônimo disse...

Isa,
Quando quero relaxar passo para dar uma lida no seu blog. ADORO!!
Textos inteligentes e com muita sensibilidade.
Tenho certeza que vais longe!!
Beijão Ju Carioni

Jéssica Gehlen disse...

Incrível! Ler eu em um texto teu.
O sentimento que tu colocaste nas tuas palavras as deixaram mais lindas do que já são por 'natureza'.
Morro de saudades de você.
Te amo amiga. Sucesso pra nós :)
Um beijo enorme. *:

cássia g. disse...

Isa, onde andas? =~
quero ler textos novos!